Governo diz que realização da Copa América no Brasil ainda não está confirmada e faz exigências

Vacinação de jogadores e jogos sem torcida estão entre os pedidos do país para abrigar o torneio; segundo Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Casa Civil, definição das sedes ficaria a cargo da CBF

  • Por Jovem Pan
  • 31/05/2021 19h29 - Atualizado em 31/05/2021 20h05
Mateus Bononi/Agif/Estadão Conteúdo - 22/03/2021 Luiz Eduardo Ramos disse que atletas serão vacinados caso o evento aconteça no Brasil

O ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, disse que a realização da Copa América no Brasil ainda não está confirmada. A afirmação foi feita durante pronunciamento realizado no fim da tarde desta segunda-feira, 31. Em sua fala, o ministro disse que a realização do torneio foi uma demanda feita pela Conmebol através da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mas que um acordo ainda não foi formalizado. “Não tem nada certo, quero pontuar de uma forma bem clara. Estamos no meio do processo, mas não vamos nos furtar a uma demanda, caso seja possível de atender”, disse Ramos. Além disso, o ministro disse que as delegações terão limite de 65 integrantes e que não haverá público nos jogos. “São 10 times, com dois grupos, 65 pessoas por cada delegação, todos vacinados. Foi imposição que nós tratamos com a CBF. Até agora não há documento firmado, apenas as tratativas, bem como a seleção brasileira também será vacinada”, continuou Ramos.

O ministro também falou sobre a organização do evento, afirmando que a escolha das sedes ficará a cargo da CBF e dizendo que não entende o posicionamento contrário a realização do evento no Brasil. “Estamos em plena pandemia numa situação difícil, só que o Campeonato Brasileiro envolve 20 times na Série A e 20 times na Série B. Estão ocorrendo jogos em todo o Brasil. Fora esse detalhe, acabaram semana passada os campeonatos estaduais. Com relação a realização dos jogos da Copa América, que são poucos, não sei porque algumas pessoas se posicionaram contra o evento, se há os jogos do campeonato brasileiro e ocorreu os jogos do campeonato estadual, Libertadores”, disse o chefe da Casa Civil.