‘Não discutirei agora’, diz Rodrigo Pacheco sobre possível candidatura em 2022

Senador estaria estudando uma mudança de partido para lançar seu nome à Presidência da República; parlamentar afirmou, no entanto, que seu foco no momento é 2021

  • Por Jovem Pan
  • 12/07/2021 15h54 - Atualizado em 12/07/2021 16h38
WALLACE MARTINS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 09/07/2021 O senador Rodrigo Pacheco é filiado ao Democratas desde as eleições de 2018

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), desconversou nesta segunda-feira, 12, sobre uma possível candidatura à Presidência da República em 2022. O pronunciamento do parlamentar é uma resposta à matéria do UOL, que publicou nesta segunda-feira que Pacheco estaria estudando uma mudança de sigla para se candidatar ao Palácio do Planalto. De acordo com a reportagem, o presidente do Senado irá se filiar ao PSD para poder entrar na disputa. Pacheco, no entanto, informou que não falará sobre o assunto. “Não discutirei agora o processo eleitoral de 2022”, disse o senador, que afirmou que seu foco principal é 2021. “Meu compromisso é com a estabilidade do país, e isso exige foco nos muitos problemas que ainda temos em 2021.”

O político iniciou sua carreira no antigo PMDB em 2014. Na época, Pacheco se elegeu como deputado federal. Em 2018, ele se candidatou como pré-candidato ao governo de Minas Gerais pelo PMDB, mas enfrentou resistência dentro da sigla. Por esse motivo, o parlamentar saiu do partido e se filiou ao Democratas. Na nova legenda, Pacheco tentou emplacar mais uma vez sua candidatura a governador de Minas, porém o DEM decidiu apoiar o nome do PSDB. Assim, o político concorreu a uma vaga no Senado Federal. Em 2021, Rodrigo Pacheco venceu Simone Tebet (MDB) na disputa pela presidência da Casa.