Secretário de Maceió é demitido após postagem sobre uso de símbolo nazista e ‘liberdade de expressão’

Filiado ao PDT, Ricardo Santa Ritta também será expulso da sigla; nas redes sociais, ex-titular do Turismo pediu desculpas e disse que comentário sobre a suástica trata-se de ‘opinião pessoal’

  • Por Jovem Pan
  • 18/06/2021 17h05 - Atualizado em 18/06/2021 17h22
Imagem: Reprodução/Twitter @RicardinhoSRComo previsto na Lei 9.459/97, fazer apologia ao nazismo é crime no Brasil

A Prefeitura de Maceió anunciou nesta sexta-feira, 18, a demissão do secretário de Turismo, Esporte e Lazer, Ricardo Santa Ritta. O desligamento foi motivado por uma publicação dele no Twitter, em referência ao episódio do jovem que foi expulso de um shopping por vestir braçadeira com a imagem de uma suástica. O então secretário publicou que “pensava que a liberdade de expressão permitisse” o comportamento. “Hoje descobri que usar qualquer elemento com a suástica é crime federal no Brasil. Pensava que a liberdade de expressão permitisse”. No período do III Reich, na Alemanha, o símbolo foi adotado como o emblema oficial do nazismo. O regime político matou cerca de onze milhões de pessoas. Por isso, como previsto na Lei 9.459/97, fazer apologia ao nazismo é crime no Brasil.

Nas redes sociais, a publicação de Santa Ritta repercutiu negativamente. Diante das críticas, ele tentou se justificar em outras postagens, afirmando que a publicação seria apenas uma “opinião pessoal”. “O post anterior foi uma opinião pessoal minha. Achei interessante a discussão sobre liberdade de expressão por consequência disto. Acredito que nunca me ofendi com opiniões alheias, mas tenho que entender que há quem se incomode com a minha. Perdão! Desculpa. Apesar de não ter citado ninguém. Continuem vivos. Sejam felizes”, completou. Após a sequência, o perfil de Santa Ritta foi desativado no Twitter. O Partido Democrático Trabalhista (PDT), sigla a qual ele é filiado, também se manifestou analisando que “entrará com a tramitação necessária para sua expulsão”.