TSE pede que Moraes compartilhe provas dos inquéritos das fake news e dos atos antidemocráticos

Objetivo é utilizar as informações para aprofundar investigações sobre as críticas do presidente Jair Bolsonaro às urnas eletrônicas e declarações sobre suposta fraude nas eleições de 2018

  • Por Jovem Pan
  • 26/10/2021 14h22 - Atualizado em 26/10/2021 14h23
José Cruz/Agência BrasilTSE pediu compartilhamento de provas

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luís Felipe Salomão, corregedor-geral da Justiça Eleitoral, pediu nesta segunda-feira, 25, ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), o compartilhamento de provas colhidas em dois inquéritos que tramitam na Corte, o das fake news e o dos atos antidemocráticos. O objetivo é utilizar as informações para aprofundar as investigações, abertas no TSE em agosto, sobre as críticas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) às urnas eletrônicas e declarações sobre suposta fraude nas eleições de 2018. No pedido, Salomão também cita a realização de ataques à Justiça Eleitoral nos atos preparatórios e no dia 7 de setembro, além da live feita por Bolsonaro para denunciar supostas fraudes no sistema eleitoral. O ministro ressaltou também que levou em consideração que os inquéritos podem resultar em futuras ações eleitorais relativas às eleições de 2022, a serem julgadas pela Corte Eleitoral.