Taxistas confundem carro preto com veículo do Uber e quebram retrovisor; um dia antes, motorista do app foi agredido

  • Por Jovem Pan
  • 21/09/2015 13h31

Foto ilustração do logotipo do Uber diante de uma faixa reservada para táxisFoto ilustração do logotipo do Uber diante de uma faixa reservada para táxis

A “guerra” entre os taxistas e usuários do aplicativo Uber ganhou mais um capítulo na madrugada deste domingo (20), em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Um motorista teve seu carro confundido com o padrão de veículos utilizados pelo Uber e foi agredido na porta de uma casa noturna. O homem tem um Toyota Corolla preto e foi buscar uma amiga numa boate no bairro Estoril, zona oeste de BH.

Ao chegar na balada, ele foi cercado por um grupo de taxistas que chutaram seu carro e quebraram o espelho retrovisor.

Na madrugada anterior, de sábado para domingo, outro motorista, esse realmente do Uber, foi buscar três passageiras, mas, assim que elas embarcaram, foram hostilizadas.

O motorista avançou com o carro, mas foi cercado mais à frente com quatro táxis. Oito homens desceram com facas e pedaços de madeira, ordenaram que a passageira descesse e agrediram o motorista com soco.

Eles também danificaram o veículo, furaram os pneus traseiros e roubaram o celular que estava no painel do carro.

Informações de Marcos Bortoni, repórter Jovem Pan em Belo Horizonte