Twitter processa Elon Musk pela desistência na compra da rede social

Empresa busca finalizar o acordo de US$ 44 bilhões – cerca de R$ 240 bilhões – e alegou que o bilionário se recusou a ‘honrar suas obrigações legais’

  • Por Jovem Pan
  • 12/07/2022 19h45 - Atualizado em 12/07/2022 19h46
Scott Olson/Getty Images/AFP Mão segura celular Perfil do Twitter de Elon Musk com mais de 80 milhões de seguidores no dia em que o acordo entre as partes foi firmado

O Twitter processou o bilionário Elon Musk nesta terça-feira, 12, para que o acordo firmado entre as partes – de compra e venda – seja finalizado. A empresa alega que o CEO da Tesla e da SpaceX não honrou suas obrigações legais após desistir de adquirir a rede social por US$ 44 bilhões – cerca de R$ 240 milhões. Segundo a ação impetrada na Justiça norte-americana, “Musk celebrou um acordo de fusão vinculativo com o Twitter, prometendo usar seus melhores esforços para concluir o acordo” e, “agora, menos de três meses depois, Musk se recusa a honrar suas obrigações com o Twitter e seus acionistas porque o acordo que ele assinou não atende mais a seus interesses pessoais”.

No dia 25 de abril, Elon e o Twitter chegaram a um acordo em que todas as ações da empresa seriam compradas por US$ 54,20 cada. Musk e seu grupo de advogados, porém, anunciaram na última sexta-feira, 8, que não mais finalizariam o acordo e alegaram que a desistência ocorreu após a rede social não divulgar o número exato de contas ‘spam’ que existem atualmente na plataforma.