Zuckerberg anuncia novas funções para o Threads; veja

Objetivo é ‘reter’ os usuários da rede social que tem registrado um ‘esvaziamento’

  • Por Jovem Pan
  • 10/08/2023 06h17 - Atualizado em 10/08/2023 08h09
JUSTIN SULLIVAN / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP threads, meta Threads foi lançado há mais de um mês no Brasil

O diretor executivo da Meta, Mark Zuckerberg, anunciou nesta quarta-feira, 9, novas funcionalidades para o Threads, com o objetivo de “reter” os usuários da rede social que, depois de um enorme sucesso de downloads no lançamento, tem registrado um “esvaziamento”. Entre as novas funcionalidades, estão compartilhar uma publicação do Threads nas mensagens diretas do Instagram, colocar uma descrição nas fotos ou vídeos publicados e um novo “botão de menção” para outras contas. Esta não é a primeira mudança na rede social, que surgiu no início de julho como concorrente do Twitter. No dia 25 de julho, o Threads fez a sua primeira alteração e passou a oferecer a opção de ver o conteúdo das contas que os usuários seguem por ordem cronológica, tal como o Twitter. Na semana passada, Zuckerberg anunciou que a plataforma terá “em breve” uma função de pesquisa e será acessível através da web. Mas a maior diferença entre as duas redes é que o Threads ainda não tem mensagens diretas nem hashtags, motivo pelo qual não há “trending topics” ou assuntos em tendência.

Nos primeiros cinco dias de vida, o novo site da Meta alcançou 100 milhões de inscrições, tornando-se o aplicativo com o crescimento mais rápido da história, e agora, um mês depois, o envolvimento com o app despencou. O número de usuários diários ativos do Threads caiu 82% em um mês desde o seu lançamento, de acordo com a Sensor Tower, com apenas 8 milhões de pessoas a acessando a plataforma todos os dias. O número é muito baixo quando comparado com a média de 237 milhões de usuários diários do Twitter. A quantidade de tempo que os usuários passam no app também diminuiu. Há um mês, os usuários abriam o Threads uma média de 14 vezes e passavam cerca de 19 minutos navegando. Agora, abrem a rede social uma média de 2,6 vezes por dia e passam menos de três minutos diários nela, segundo a Sensor Tower.

*Com informações da EFE.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.