‘BBB 22’: Saiba qual é o principal motivo da eliminação dos brothers desta edição do programa

Público da atração tem ficado cada vez mais crítico e exigente quanto ao desempenho dos participantes; não basta o fogo no parquinho, é preciso ter comprometimento

  • Por Jairo Rodrigues
  • 16/03/2022 18h23
Reprodução/Globo Participantes do BBB 22 Nesta terça-feira, o eliminado da casa foi Vinicius

Não é de hoje que o BBB 22 (Big Brother Brasil de 2022) vinha dando sinais de que seria uma edição fraca e com pouco movimento. A expectativa criada acerca do reality em relação à edição passada, que consagrou Juliette Freire campeã, foi muito grande, porém algo deu errado no meio do caminho. Desde o primeiro mês no ar, o programa já enfrentava vários problemas, de audiência a rendimento dos participantes. Com o passar das edições, o público do “BBB” tem ficado cada vez mais crítico e exigente quanto ao desempenho dos brothers dentro do jogo. Ou seja, não é apenas o fogo no parquinho, mas também comprometimento.

A eliminação do participante Vinícius, no paredão da última terça-feira, 15, é um exemplo claro dessa falta de comprometimento com o jogo. Sua saída do reality não se deve apenas a uma aparente paixão pelo colega de confinamento, o Eliezer, mas também de uma expectativa que foi criada sobre ele no começo do jogo. Ou seja, não conseguiu entregar aquilo que prometeu no início do game. De favorito e de escolhido para estar em vários pódios na final, ele saboreou nas últimas semanas o gosto amargo de virar coadjuvante dentro de um jogo que exige estratégia, posicionamento e comprometimento. Apesar de tudo, sua saída do reality mais disputado do país foi agraciada com muita emoção, choro e até versinho de despedida. Mas é fato, Viny não entregou o que o público queria e por isso deixou o “BBB 22”.

A falta de narrativa por parte dos integrantes, tanto do grupo pipoca como do camarote, tem chamado bastante a atenção do público também. Enquanto na edição passada tinha Gil do Vigor, Juliette Freire, conquistando o favoritismo do público, neste, o máximo que se vê são narrativas baseadas no discurso de que sempre sonharam em estar no “Big Brother Brasil”, no caso dos pipocas. Já no caso do grupo camarote, para alguns brothers, como é o caso do Pedro Scooby, estar ali é como estar numa colônia de férias, tanto faz sair ou não no paredão. No “BBB”, que é um grande jogo de realidade, não basta ter um rostinho bonito ou ser famoso, é preciso estratégia, comprometimento e coragem de se jogar. Assim é o “BBB”.

*Esse texto não reflete, necessariamente, a opinião da Jovem Pan.