Josias de Souza sobre reconciliação de Maia e Guedes: ‘Reina a paz em Brasília, até a próxima briga’

Ministro da Economia e presidente da Câmara dos Deputados selaram a paz em jantar realizado na casa do ministro do TCU, Bruno Dantas

  • Por Jovem Pan
  • 06/10/2020 08h05

Após um rompimento declarado desde o início de setembro e uma intensa troca de farpas, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, selaram as pazes na noite desta segunda-feira, 5, em jantar realizado na casa do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas. Josias de Souza, comentarista da Jovem Pan, vê que o momento tranquilo em Brasília não deve durar muito. “Deve-se confiar na reconciliação de Guedes e Maia apenas até certo ponto: o ponto de interrogação. Há tantos desentendimentos em Brasília que a coisa ta ficando monótona. Os contendores nunca se poupam insultos. Depois, simulam as pazes de forma desconcertante. Em meio a troca de amabilidade, Guedes e Maia falaram sobre a necessidade de união entre o Executivo e o Legislativo para aprovar reformas econômicas essenciais. Ambos sabem que, em plenos mês e outubro, com eleições municipais pela frente, a hipótese da agenda de reforma deslanchar é próxima de zero ainda neste ano.”

“Os cupidos da reconciliação de Guedes e Maia foram os senadores oposicionistas Renan Calheiros e Katia Abreu, ex-ministra de Dilma Rousseff e ex-candidata a vice-presidente na chapa de Ciro Gomes. O bolsonarismo já tinha entrado em parafuso com o fato do Bolsonaro ter estreitado sua inimizade com os ministros do Supremo, Gilmar Mendes e Dias Toffoli, começa a enxergar no Palácio do Planalto uma espécie de ‘ex-Bolsonaro’. Mas reina a paz em Brasília, até a próxima briga”, completa Josias.