Fala de Bolsonaro sobre Barra Torres foi ‘derrapada’ e presidente da Anvisa defendeu a honra, diz Torlay

Comentarista do programa ‘3 em 1’ falou sobre acusações feitas pelo presidente da República e resposta dada pelo representante da agência sanitária

  • Por Jovem Pan
  • 10/01/2022 18h07
Pedro França/Agência Senado Homem com máscara fala em sessão do Senado Barra Torres divulgou nota em resposta a Jair Bolsonaro

Um dia após Jair Bolsonaro questionar qual seria o interesse da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por trás da aprovação da vacinação de crianças contra a Covid-19, o presidente da agência, Antônio Barra Torres, rebateu as declarações em uma nota. Em resposta, Torres falou sobre sua trajetória como médico, se defendeu, negou qualquer indício de irregularidades na agência e cobrou uma retratação do presidente da República. “Se o senhor dispõe de informações que levantem o menor indício de corrupção sobre este brasileiro, não perca tempo nem prevarique, senhor Presidente. Determine imediata investigação policial sobre a minha pessoa, aliás, sobre qualquer um que trabalhe hoje na Anvisa, que com orgulho eu tenho o privilégio de integrar”, declarou. “Agora, se o Senhor não possui tais informações ou indícios, exerça a grandeza que o seu cargo demanda e, pelo Deus que o senhor tanto cita, se retrate”, completou. A comentarista do programa “3 em 1”, da Jovem Pan, Bruna Torlay, acredita que a nota de Barra Torres foi necessária e lembrou que o representante da Anvisa observou que as pessoas estavam receptíveis à vacinação no Brasil e trabalhou para providenciar que ela acontecesse.

“Ele não é um garoto, ele não é um político envolvido em corrupção, não é uma pessoa sobre quem paire alguma suspeita, ele é médico e tem o dever de proteger a própria reputação”, afirmou. Ela também lembrou que o presidente da Anvisa, que já foi parte da Marinha brasileira, agiu como um membro das Forças Armadas em busca da pacificação mesmo diante de presenças de lobistas debaixo dos panos na agência. Para ela, a fala de Bolsonaro em relação à Anvisa foi uma “derrapada” do presidente. “Ele fez muito bem em escrever aquela carta. É uma carta digna. Não foi inquérito, nenhuma besteira, ele simplesmente defendeu a honra dele e da instituição que ele tem representado”, analisou.

Confira o programa “3 em 1” desta segunda-feira, 10, na íntegra: