‘Minha maior inspiração para as músicas é o Chico Xavier’, revela DJ Alok

Músico participou do programa ‘De Tudo Um Pouco’ e debateu diversos assuntos como depressão, ajuda humanitária e a presença entre os cinco melhores DJs do mundo

  • Por Jovem Pan
  • 10/11/2020 22h39 - Atualizado em 11/11/2020 00h28
Divulgação/Instagram @alok

Escolhido entre os cinco melhores DJs do mundo na ‘DJ Mag’, Alok participou do programa de estreia do De Tudo Um Pouco, na Jovem Pan, que vai ao ar de terça a sexta-feira às 21h no rádio FM 100,9 e na Panflix, e contou um pouco sobre a realização de estar no topo da música eletrônica. “É muito louco porque estar entre o top 5 era o que eu sonhava, mas ver materializado dá para entender a responsabilidade que eu tenho pela frente, mas o que me deixa mais tranquilo é minha equipe e os brasileiros que gostam dessa representatividade, porque eles vão em todos os lugares e eu fico muito feliz”, disse. Uma das revelações que o músico fez durante o programa foi sobre as inspirações para suas músicas. “Uma das minhas maiores inspirações para fazer música é o Chico Xavier, não pelo espiritismo porque eu não sou espírita, mas pelo ser humano que ele era. O mundo muda com exemplo e não com opiniões e eu admiro muito ele”, revelou.

Vindo de uma família que segue o movimento Rajneesh, Alok também contou no programa que, depois de morar um tempo em uma ‘comunidade hippie’ na Chapada dos Veadeiros, chegar em uma cidade grande foi um choque para ele. “Quando cheguei na sociedade eu cheguei a acreditar que meus valores não eram certos. Comecei a questionar os meus próprios valores e negar minhas origens para ser aceito. Foi um momento meio sombrio, mas foi importante porque a questão de saber onde você vai é saber quais caminhos você tem para seguir”, disse. O DJ também contou que aos 10 anos teve depressão e aos 13 tentou suicídio.

“Eu não queria sentir mais dor, então era a forma de me livrar disso. Meu medo era movido pelo ‘o que vem depois da morte. Aos 23 anos foi minha pior crise. Eu tinha sucesso, tinha grana e foi ali que eu percebi que se isso era o sucesso da vida? Significava que eu zerei o jogo? Aí eu entendi que o meu medo não é o medo da morte, mas é o propósito da vida”, contou. Hoje o músico é muito engajado em causas sociais pelo Brasil e no mundo. “Se eu não puder ajudar os outros não terei uma razão na vida. Acho que eu morro”.

Live em dezembro terá novidades

Alok revelou com exclusividade algumas novidades de sua próxima live, um especial de Natal em 5 de dezembro. De acordo com ele, o show terá a tecnologia ‘Virtual Studio’, usada no último filme da franquia Star Wars, e se resume a um conjunto de câmeras com LED e movimentos que substituem o chroma key. A live será em 5 de dezembro e terá ativações em São Paulo e fora do país.

Confira a íntegra do programa De Tudo Um Pouco desta terça-feira, 10: