‘Está difícil fazer humor hoje em dia’, diz Diogo Portugal

Humorista foi o convidado da edição desta quarta-feira, 9, do programa De Tudo Um Pouco

  • Por Jovem Pan
  • 09/12/2020 22h52 - Atualizado em 09/12/2020 23h30
Reprodução/FacebookComediante também falou sobre a presença feminina no humor.

Um dos percursores do Stand-Up comedy e fundador do festival Risorama, Diogo Portugal disse que está difícil fazer humor nos dias de hoje. O humorista foi o convidado da edição desta quarta-feira, 9, do programa De Tudo Um Pouco, transmitido de terça à sexta no canal do Youtube da Jovem Pan Entretenimento e no Panflix às 21h. Ao comentar sobre o assunto, Portugal disse que os humoristas gostam de liberdade para fazer humor e que estão tendo que se adaptar. “Está difícil sim. Existe um certo exagero. Existem coisas em que o mundo mudou muito e a gente está se adaptando. Têm mudanças que são importantes, que tão acontecendo para a gente se ligar mesmo. Mas claro que gente que é humorista quer o máximo de liberdade para isso”, disse Diogo. “Está muito difícil de fazer comédia por causa de um cara chamado Bolsonaro, é difícil competir”, continuou o humorista, ironizando o presidente.

Diogo, que foi um dos pioneiros do stand-up no Brasil também comentou sobre a nova geração de humoristas, dizendo que procura aprender com os mais novos. Ele também falou sobre a presença das mulheres no humor, que, historicamente, é um ambiente com maior presença masculina. “Têm meninas muito talentosas. As coisas estão mudando. Estão em desvantagem. Têm mulheres que conseguiram facilmente aparecer na mídia”, disse Diogo, que citou, ao lado da equipe do programa, a humorista Tatá Werneck como um exemplo do crescimento da presença feminina no meio.

Confira na íntegra a edição do De Tudo Um Pouco desta quarta-feira, 9: