Exclusivo: Tite explica convocação de Lucas Paquetá para as Eliminatórias; confira

Veja a declaração do treinador da seleção brasileira no Esporte em Discussão

  • Por Jovem Pan
  • 28/10/2020 14h27 - Atualizado em 28/10/2020 14h33
Montagem sobre fotos/Reprodução/Jovem Pan/ CBF/LyonTite explicou porque convocou Lucas Paquetá

Treinador da seleção brasileira, Tite precisou fazer uma alteração na lista de convocados para os jogos contra Venezuela e Uruguai, marcados para os dias 13 e 17 de novembro, válidos pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. O comandante da Amarelinha trocou o machucado Philippe Coutinho, do Barcelona, por Lucas Paquetá, do Lyon. A mudança, no entanto, não agradou boa parte da torcida, que não vê o ex-meia do Flamengo em condições de vestir a camisa verde e amarela. Em entrevista exclusiva ao programa Esporte em Discussão, do Grupo Jovem Pan, Tite explicou a sua escolha.

“A escolha do Lucas Paquetá é basicamente pela função que ele exerce. A função do meio-campista ofensivo é do Coutinho, do Paquetá, do Neymar, do Everton Ribeiro… Ela é de jogadores de capacidade mais ofensiva, de gol, de presença de área, de cabaceio. No jogo contra a Coreia do Sul, ele marcou um gol em cruzamento do Renan Lodi. É mais pela função que ele exerce no Lyon também. Esse é o critério”, respondeu Tite aos profissionais da Jovem Pan.

Tite também tratou de exaltar o futebol de Douglas Luiz, volante do Aston Villa que brilhou nas vitórias da seleção contra Bolívia e Peru, nos primeiros jogos do Brasil nas Eliminatórias. “O que o Douglas traz? Traz o lado esquerdo mais criativo com o Neymar, que não fica só aberto, mas vem para dentro. Ele é o arco e flecha. É o jogador da assistência, do passe, do penúltimo passe. Aí você tem um jogador atrás nesse triângulo para alimentá-lo, além da sustentação”, disse. “Agora, ele vem confirmando essa evolução no Aston Villa e esperamos que ele possa dar prosseguimento nesse sentido”, complementou o comandante da seleção.

Durante a conversa com a bancada do Esporte em Discussão, Tite também confirmou a ideia de encontrar um atacante para jogar pelo lado direito do ataque. Recentemente, ele testou Everton Cebolinha e Richarlison para exercer a função. “Essa é uma ideia geral, mas não podemos ficar engessado nela. Depois, podemos ter um lateral mais ofensivo na linha de quatro pela direita. O molde da equipe pode ficar diferente, especificamente no lado direito. O Everton vem se adaptando e, no segundo jogo, ele melhorou. A gente sabe que quando mudo de lado o jogador, ele não se sente tão confortável. E a gente sabe que tem diferença. Temos que respeitar isso. O Richarlison é a mesma coisa, também gosta de 9. E tem o Gabriel Jesus, que fez uma grande Copa América e que até me surpreendeu. Então, tem esses jogadores que fazem o lado do campo, mas que também jogam de 9”, completou.

Assista ao programa abaixo: