Fernando Diniz rejeita abdicar da ofensividade no São Paulo: ‘As críticas sempre vão existir’

  • Por Jovem Pan
  • 01/10/2019 14h40 - Atualizado em 01/10/2019 14h42
ReproduçãoFernando Diniz concedeu entrevista exclusiva ao repórter Raphael Thebas, da Rádio Jovem Pan

Fernando Diniz está convicto de que fará o São Paulo jogar à sua maneira. Em entrevista exclusiva ao repórter Raphael Thebas, da Rádio Jovem Pan, o treinador foi questionado se manteria a ofensividade no clube tricolor e não pestanejou.

“Certamente”, respondeu. “O que me trouxe ao São Paulo foi a minha maneira de ser, de enxergar a vida e de enxergar o jogo de futebol. Gosto de jogar ofensivamente, mas me defender muito bem, também, quando preciso. Contra o Flamengo, por exemplo, tínhamos de nos defender bem, e conseguimos… Foi um grande início”.

O duelo contra a equipe rubro-negra marcou a estreia de Fernando Diniz no comando técnico do São Paulo. No empate por 0 a 0, o time paulista mostrou mais intensidade e, curiosamente, maior organização defensiva – fator considerado por muitos o ponto fraco do trabalho do treinador.

“As críticas sempre vão existir”, defendeu-se Diniz. “Nunca vai haver unanimidade. As pessoas criticam quem joga para frente, criticam quem joga para trás… A diversidade é muito importante. O futebol é plural, e cada um tem de jogar da maneira como considera mais apropriada”, finalizou.

As características do modelo de jogo de Fernando Diniz já deverão ser observadas com mais clareza na próxima partida do São Paulo. Afinal, o time tricolor terá semana livre – e de pelo menos cinco treinamentos – até o duelo diante do Fortaleza, no próximo sábado, no Pacaembu. A bola vai rolar às 17h (de Brasília).