Palmeiras deu vexame no Mundial? Veja a opinião de Mauro Beting

O Alviverde paulista fez a pior campanha da história de um time sul-americano no torneio da Fifa

  • Por Jovem Pan
  • 12/02/2021 14h23 - Atualizado em 12/02/2021 14h23
Montagem sobre fotos/Reprodução/Jovem Pan/ EFE/EPA/NOUSHAD THEKKAYILMauro Beting falou sobre a campanha do Palmeiras no Mundial de Clubes

O Palmeiras retornou ao Brasil nesta sexta-feira, 12, com um amargo quarto lugar no Mundial de Clubes, realizado no Catar. Depois de cair para o Tigres (México) na semifinal, o Alviverde foi derrotado pelo Al Ahly (Egito) nas penalidades, ficando na pior posição de um time sul-americano na história do torneio organizado pela Fifa. Mas, afinal, a campanha do time treinado por Abel Ferreira pode ser classificada como um “vexame”? No entendimento de Mauro Beting, comentarista do Grupo Jovem Pan, a palavra é descabível para o grupo que, recentemente, conquistou a Copa Libertadores da América. 

“Fracasso e tropeço, sim. Vexame? Não! Faz 13 dias que o Palmeiras ganhou a Libertadores e faltam 16 dias para a final da Copa do Brasil, diante do Grêmio. Então, é triste, chato e feio ver um campeão da Libertadores não fazer gol e ficar na quarta posição pela primeira vez. Mas perdeu na semifinal para a melhor equipe (Tigres) que um sul-americano já enfrentou desde 2005. Para mim, é o time mais qualificado desde então. A derrota é compreensível pelo desgaste, o fuso horário. O time não jogou bem e está desgastado, isso ficou muito claro nas disputas de pênalti contra o Al Ahly. O Palmeiras estava muito pesado e perdeu porque mereceu. Então, foi péssimo o desempenho, mas eu só uso ‘vexame’ e ‘vergonha’ no 7 a 1 da Alemanha sobre o Brasil’. Até porque ficar em quarto no Mundial algum mérito o time tem”, argumentou Mauro, no “Esporte em Discussão” de hoje.

O Palmeiras volta a campo neste domingo, 14, quando enfrenta o Fortaleza, pelo Campeonato Brasileiro. No entendimento de Mauro Beting, devido ao desgaste da equipe, Abel Ferreira precisa colocar os reservas. “Joga até com o sócio-torcedor contra o Fortaleza e o Coritiba, nos próximos jogos. Depois, contra o São Paulo, aí coloca os titulares”, recomendou o comentarista.

Assista ao comentário abaixo: