‘Uma contratação dessas aí é amizade, cara’, dispara Vampeta sobre Mancini no Corinthians

“Eu fico me perguntando: qual é o motivo de ser ele?”, questionou o Velho Vamp, antes de abrir o jogo, contar bastidores do futebol e explicar por que estranhou a escolha de Andrés Sanchez

  • Por Jovem Pan
  • 12/10/2020 15h00 - Atualizado em 12/10/2020 15h03
Montagem sobre fotos/Jovem Pan/Reprodução/Edu Andrade/Estadão ConteúdoVampeta avaliou a contratação de Vagner Mancini pelo Corinthians no Esporte em Discussão

Em participação no Esporte em Discussão desta segunda-feira, 12, no Grupo Jovem Pan, Vampeta abriu o jogo, contou bastidores do futebol e disse que Vagner Mancini foi contratado como novo técnico do Corinthians por “amizade”. O ex-jogador até afirmou que o treinador é um bom profissional, é verdade, mas ressaltou que a campanha feita pelo Atlético-GO, equipe até então comandada por Mancini, no Campeonato Brasileiro não o credencia para assumir o Timão. Na visão do Velho Vamp, a contratação foi fruto de relações próximas entre membros da diretoria do Corinthians e o empresário do técnico, Fábio Mello.

“Primeiro, tem que saber quem é o empresário do Mancini, para ver o grau de amizade. Uma contratação dessas aí é amizade, cara! Você sabe quantos já estão preparando isso, o ouvido do presidente, da diretoria do Corinthians, sabendo que o Coelho não vai ficar? Tem que saber primeiro qual é o grau de amizade. É verdade! Eu fico me perguntando: qual é o motivo de ser o Mancini (o novo treinador do Corinthians)? Uma vitória do Corinthians ontem, em cima do Ceará, deixaria o time, hoje, na frente do Atlético-GO! Quer dizer… O Coelho estaria em uma posição melhor que a do Vagner Mancini, que veio para substituí-lo! Olhando os números, (a contratação) é questão de amizade! Tem que saber quem é o empresário forte! Não que o Mancini seja ruim, nada disso. Mas qual é o motivo de você pegar o Vagner Mancini para salvar o Corinthians sendo que uma vitória no jogo de ontem deixaria o time à frente da equipe que ele estava dirigindo?”, questionou.

Para sustentar a tese, Vampeta argumentou que tanto Atlético-GO quanto Corinthians jogaram praticamente no mesmo horário no último domingo – o time goiano entrou em campo para enfrentar o Red Bull Bragantino às 18h15, enquanto a equipe alvinegra encarou o Ceará às 20h30. Como as duas partes teriam chegado a um acordo, como o próprio presidente do Timão, Andrés Sanchez, informou, logo após o jogo realizado no Castelão? “Essa conversa não foi direta com o Mancini!”, garantiu Vampeta. “Você não pode chegar direto no treinador, que está jogando praticamente no mesmo horário… Você já pega o empresário do cara e fala assim: ‘fica de sobreaviso aí porque se, aqui, o cara não ganhar o jogo, eu trago o seu treinador’. E esse empresário deve ter passado para o Mancini: ‘ó, pode ser que a gente vá para o Corinthians, é só eles não ganharem!’. É verdade! É dessa forma!”, finalizou.

Adson Batista, presidente do Atlético-GO, contou que, depois da vitória sobre o Red Bull Bragantino por 2 a 1, Vagner Mancini e o agente Fábio Mello se reuniram com ele para comunicá-lo da proposta do Timão, que foi imediatamente aceita pelo treinador. “Fui informado pelo empresário Fábio Melo, representante do técnico Vagner Mancini, que irá abrir uma negociação com o Corinthians. Antes de iniciar as conversas eles nos informaram da intenção. Nada está confirmado, mas sentimos que será muito difícil a permanência”, revelou. “A negociação parecer ser muito interessante para o profissional, que está vivendo um bom momento na carreira. O Atlético entende que está sendo respeitado pelo Vagner e seu representante”, acrescentou.

Confira o comentário completo de Vampeta no vídeo abaixo: