Quatro em cada dez pessoas já tiveram contato com a Covid-19 em São Paulo

Pesquisa reforça a tendência de que pessoas de baixa renda e com pouca escolaridade são as mais atingidas pelo vírus na cidade

  • Por Jovem Pan
  • 20/05/2021 07h30 - Atualizado em 20/05/2021 10h27
EFE/Andre BorgesO percentual de pessoas com anticorpos chega a 51,1% quando somam-se os adultos já vacinados contra a doença

Quatro em cada dez moradores da cidade de São Paulo acima de 18 anos já desenvolveram algum tipo de anticorpo contra a Covid-19 pelo contato direto com o vírus. A conclusão é de um levantamento realizado por pesquisadores da USP e da Unifesp com o Grupo Fleury e o Inteligência em Pesquisa e Consultoria. A pesquisa reforça a tendência de que pessoas de baixa renda e com pouca escolaridade são as mais atingidas pelo vírus na cidade. Na fase anterior, realizada em janeiro, a taxa de infectados era de 29,9%. Isso significa que, em menos de seis meses, um milhão de pessoas foram contaminadas na capital paulista.

Ainda segundo o estudo, considerando que a população adulta na cidade é de 8,4 milhões de pessoas, a quantidade de infectados na verdade é de 3,5 milhões — mais que o triplo do registrado oficialmente. O biólogo Fernando Reinach alerta que esse cenário se deve pelo ritmo lento da vacinação na cidade. “A gente está vacinando tão devagar que o vírus, nesses últimos meses, conseguiu infectar mais pessoas do que a gente conseguiu proteger.” O percentual de pessoas com anticorpos chega a 51,1% quando somam-se os adultos já vacinados contra a doença.

Com o ritmo de imunização oscilando, o diretor clínico do Grupo Fleury, Celso Granato, acredita que as flexibilizações da quarentena no Estado são uma atitude de alto risco. “A gente está vendo, nessas ultimas duas semanas, um aumento nas taxas dos hospitais. É uma coisa temerária flexibilizar agora. Somos sensíveis à questão do comércio. Mas, por outro lado, tragédia maior é aumentar o número de casos e morrer mais gente.” Essa tendência de aumento no número de casos também é registrada em outras regiões.

*Com informações da repórter Letícia Santini