60% das micro e pequenas indústrias ainda sofrem impactos da crise

Levantamento aponta que 34% dos empresários acreditam que a retomada econômica deve acontecer nos próximos meses

  • Por Jovem Pan
  • 28/12/2020 07h43 - Atualizado em 28/12/2020 10h04
Arquivo Agência BrasilO setor foi fortemente atingido pela falta de crédito ao longo dos nove meses da pandemia

Entre as micro e pequenas indústrias, 60% das empresas ainda sofrem forte impacto da crise nos negócios. O setor foi fortemente atingido pela falta de crédito ao longo dos nove meses da pandemia. Apesar dos indicadores negativos, a expectativa para 2021 é positiva, explica o presidente do Sindicato das Micro e Pequenas Indústrias do Estado de São Paulo (Simp), Joseph Couri.

“Nós temos um quadro que se agrava mais que 9 em cada 10 empresas estão sofrendo reajuste de preços. O desabastecimento de matérias primas atinge 7 em cada 10 indústrias e 8 em cada 10 empresas não têm nenhuma linha de crédito. Muitas empresas demitiram, tivemos momentos extremamente difíceis. Estamos chegando no final do ano e a expectativa para 2021 é de que metade das empresas estejam otimistas em relação ao próximo ano, apesar dos dados não levem a essa conclusão”, explica. O Boletim de Tendências do Simpi aponta ainda que 34% acreditam que a crise está mais branda e a retomada deve acontecer nos próximos meses e apenas 4% estão totalmente recuperadas.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos