‘Afro Presença’ promove inclusão de jovens universitários negros no mercado de trabalho

Pessoas negras representam mais de 57% da população brasileira, mas ocupam apenas 4,7% dos cargos de liderança nas 500 maiores empresas do país

  • Por Jovem Pan
  • 10/09/2021 09h37 - Atualizado em 10/09/2021 10h50
Reprodução/Pexels/Pixabay Evento tem como objetivo a inclusão de jovens universitários negros no mercado de trabalho

O Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) está realizando o evento “Afro Presença”, que tem como objetivo a inclusão de jovens universitários negros no mercado de trabalho. O movimento surgiu através de um projeto promovido pelo Ministério Público do Trabalho e conta com o apoio da iniciativa privada para reduzir as desigualdades raciais no campo econômico e, consequentemente no social, político e cultural. O evento que começou no dia 8 vai até esta sexta-feira, 10, e conta com painéis online, debate com grandes empresas sobre mercado de trabalho e também oficinas com dicas de consultorias . O Afro Presença vai ainda disponibilizar 5 mil vagas de emprego para universitários negros.

O Brasil é o 8º país mais desigual do mundo. Segundo pesquisa do Instituto Ethoss, pessoas negras representam mais de 57% da população brasileira, mas ocupam apenas 4,7% dos cargos de liderança nas 500 maiores empresas do país. Para a diretora de relações institucionais da Rede Brasil do Pacto Global da ONU, Helen Pedroso, ações como essa ajudam a reverter esse cenário. “A gente quer trazer esses jovens para se aproximarem dessas vagas, acessarem e construírem uma carreira brilhante que possa mudar a cara do Brasil”, diz. Ela lembra ainda que o evento conta também com a participação de artistas. “Vamos ter oludum fechando o nosso evento. Então além das atividades mais acadêmicas e discussão das questões étnico-raciais, a gente também tem atrações culturais importantes”, finaliza Helen. Para participar dos eventos e se cadastrar para concorrer a uma vaga de emprego é só entrar no site afropresenca.com.br. Os painéis são totalmente online e gratuitos.

*Com informações da repórter Camila Yunes