Anvisa considera viável a produção de vacinas em fábricas de itens veterinários

Proposta foi aprovada na terça-feira pela Câmara dos Deputados e volta ao Senado para análise de mudanças no texto; pela matéria, os laboratórios também terão autorização para produzir o IFA dos imunizantes

  • Por Jovem Pan
  • 18/06/2021 06h49 - Atualizado em 18/06/2021 18h09
EFE/Marcial Guillén/ArchivoEmpresas de saúde animal deverão cumprir todas as normas sanitárias e exigências de biossegurança aplicadas a fábricas de vacinas para uso humano

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), afirmou que é viável autorizar fábricas de itens veterinários a produzir vacinas contra a Covid-19. A proposta, que já tinha passado pelo Senado Federal, foi aprovada na terça-feira pela Câmara dos Deputados. Com mudanças no texto, a matéria voltará para análise dos senadores. Em audiência nesta quinta-feira, 17, a diretora da Segunda Diretoria da Anvisa, Meiruze Sousa Freitas, elogiou a iniciativa. “Entendemos que é essa uma boa estratégia, que há viabilidade. E a Anvisa, assim como vem trabalhando com todos os setores na atuação da Covid, atuaria junto com esse setor para favorecer o desenvolvimento e a autorização da vacina”, disse. Meiruze Sousa Freitas ressaltou ainda que o Brasil precisa ampliar a produção nacional. Pela proposta, as empresas de saúde animal deverão cumprir todas as normas sanitárias e exigências de biossegurança aplicadas a fábricas de vacinas para uso humano. Além dos imunizantes, os laboratórios seriam autorizados a produzir também o IFA, o ingrediente farmacêutico ativo. Ainda não há data para a nova votação no Senado Federal.

*Com informações do repórter Vitor Brown