Após críticas por filiação ao PL, Fernando Holiday pede perdão por ‘oposição tosca’ contra Bolsonaro

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News, o vereador paulistano também revelou que não vai disputar as eleições de 2024 e que mira em conquistar uma vaga na Câmara dos Deputados em 2026

  • Por Jovem Pan
  • 25/07/2023 10h49
Reprodução/Jovem Pan News fernando-holiday-filiacao-pl-reproducao-jornal-da-manha-jovem-pan-news Em entrevista ao Jornal da Manhã, Fernando Holiday pediu desculpas por sua oposição ao presidente Jair Bolsonaro (PL)

O evento de filiação de Fernando Holiday no Partido Liberal (PL) ocorre nesta terça-feira, 25, às 13h, na Câmara Municipal de São Paulo. Apesar do apoio de Jair Bolsonaro na filiação, seu filho Carlos Bolsonaro (Republicanos) chegou a criticar a mudança de legenda do vereador paulista e escreveu “surreal” nos comentários de uma notícia que relatava o caso. O ex-presidente foi uma espécie de “padrinho” da filiação e participará do evento na capital paulista. Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News, Holiday afirmou que, apesar das críticas dentro e fora da legenda, espera se redimir com Bolsonaro no PL: “Acho que essas resistências são normais, já eram esperadas, até porque eu tenho um passado de críticas em relação ao presidente Bolsonaro. Meu dever, desde já, e venho fazendo isso desde o segundo turno de 2022, é tentar corrigir esses erros. Primeiramente me desculpando com o presidente Bolsonaro e me desculpando com a direita, pedindo perdão pelas críticas equivocadas que fiz no passado e pela oposição tosca, infantil e realmente absolutamente deplorável, da qual eu me envergonho hoje”.

“É natural que, devido a esse passado, haja alguma resistência. Mas também há muito apoio, recebi o apoio do deputado Sóstenes, vice-presidente da Câmara dos Deputados, que foi quem intermediou a minha reaproximação com o presidente Bolsonaro. Assim como o senador Magno Malta e tantos outros políticos do PL”, declarou. O vereador paulistano também também comentou o papel de Jair Bolsonaro na política após a derrota de 2022:”Acredito que ele entende que o papel dele agora é fortalecer a oposição e a direita ao redor do Brasil. Aqui em São Paulo, por exemplo, não será só a minha filiação, é a filiação de dezenas de outros jovens, diversos outros que serão candidatos nas eleições de 2024, não é o meu caso, não serei candidato, mas haverá a filiação de diversos outros jovens”.

A respeito de suas pretensões políticas, Holiday descartou se candidatar à reeleição em 2024 e afirmou que vai se dedicar ao Partido Liberal até as eleições de 2026, quando deve pleitear uma vaga na Câmara dos Deputados: “Meu plano é justamente, dentro do PL, buscar fortalecer a sua ala da juventude. O PL já tem jovens conhecidos no país inteiro e muito mais consolidados e famosos do que eu (…) A ideia é que eu venha como mais um auxiliar para o PLJ, que parece uma ala que vai ter um investimento político muito grande do partido, porque estamos mirando justamente as próximas gerações. Seja os jovens que ainda estão na escola, seja os jovens universitários (…) Em 2026, minha pretensão é vir como candidato a deputado federal”.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.