Arrecadação federal cai 17,6% em julho; resultado aponta menor impacto da pandemia

O montante ficou em R$ 115,8 bilhões, o pior patamar para o mês nos últimos 11 anos

  • Por Jovem Pan
  • 21/08/2020 06h57 - Atualizado em 21/08/2020 08h22
PixabayO chefe do Centro de Estudos Tributários da Receita Federal, Claudemir Malaquias destaca que apesar do atual cenário, já há uma perspectiva de melhora e retomada econômica

A arrecadação federal em julho registrou queda de 17,6% na comparação com o mesmo mês de 2019. O resultado mostra que a pandemia do coronavírus continua afetando os dados, mas com menor força do que em meses anteriores. O montante ficou em R$ 115,8 bilhões, o pior patamar para o mês nos últimos 11 anos. A baixa representa a sexta seguida na arrecadação mensal em relação aos respectivos meses do ano passado, já que janeiro foi o único mês a apresentar crescimento quando indicou alta de 4,6%.

O chefe do Centro de Estudos Tributários da Receita Federal, Claudemir Malaquias destaca que apesar do atual cenário, já há uma perspectiva de melhora e retomada econômica. Com a pandemia as quedas foram sucessivas: 2,7% em fevereiro, de 3,3% em março, 28,9% em abril, 32,9% em maio, de 29,5% em junho e o último apontamento de 17,6% em julho. No acumulado do ano, a diminuição é de 15,1%. A marca de R$ 781,9 bilhões em sete meses é a menor em 20 anos.

*Com informações do repórter Daniel Lian