Assembleia do Rio de Janeiro aprova ajuda emergencial estadual de até R$ 300

Auxílio financeiro será destinado para famílias com renda máxima de R$ 178; a proposta é que o benefício seja pago durante todo o ano

  • Por Jovem Pan
  • 24/02/2021 10h47 - Atualizado em 24/02/2021 15h30
Itaci Batista - Estadão ConteúdoTerão direito ao benefício famílias que têm renda de, no máximo, R$ 178, sendo proibida a acumulação de benefícios

Enquanto o governo federal tenta encontrar um espaço fiscal para o retorno do auxílio emergencial, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou por unanimidade a concessão de uma ajuda a famílias carentes até o final do ano. O valor do benefício é de até R$ 300. O projeto do deputado André Ciciliano (PT), presidente da Casa, prevê um piso de R$ 200 para o pagamento, sendo que será pago um adicional de R$ 50 por cada filho, chegando, no máximo, a R$ 300.

Alguns critérios foram estabelecidos no Projeto de Lei aprovado nesta terça-feira, 23. Terão direito ao benefício famílias que têm renda de, no máximo, R$ 178, sendo proibida a acumulação de benefícios. Ou seja, se uma família já recebe uma ajuda do governo federal ou do município não poderá receber o auxílio carioca. Há outras medidas e parâmetros estabelecidos na proposta. O governador do Rio de Janeiro em exercício, Cláudio Castro, quer sancionar o projeto, mas busca ainda formas de viabilizar o pagamento, o que poderia vir de fundos estaduais.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga