Avanço do PCC preocupa autoridades do Rio de Janeiro

Segundo relatório interno da polícia, a facção estaria em pelo menos 10 cidades do estado fluminense

  • Por Jovem Pan
  • 07/09/2020 09h30 - Atualizado em 07/09/2020 09h33
MARCELO GONCALVES/SIGMAPRESS/ESTADÃO CONTEÚDOSegundo a polícia, o grupo é mais organizado e tem código de ética, código de batismo que atua bem diferente das principais fações criminosas do Rio de Janeiro

A polícia do Rio de Janeiro está em alerta com o avanço do PCC, a principal facção criminosa de São Paulo. Um relatório interno da polícia aponta que em pelo menos 10 cidades já possuem bases desta facção no Estado do Rio de Janeiro. Ou seja, em mais de 10% nos municípios fluminense, que tem 92 cidades, possuem representantes do grupo. O PCC estaria presente em cidades como Paraty, em Angra dos Reis, que recebe muita visita de turistas de São Paulo, Barra Mansa e Três Rios, além de municípios da região dos Lagos. Recentemente a Polícia Federal fez uma operação para prender representantes da facção criminosa de São Paulo. As prisões aconteceram na capital e também na cidade de Três Rios. A maioria dos mandados de prisão, no entanto, foi cumprida dentro dos presídios do Rio de Janeiro. O motivo é que há muitos integrantes da facção detidos no sistema carcerário fluminense. Segundo a polícia, o grupo é mais organizado e tem código de ética, código de batismo que atua bem diferente das principais fações criminosas do Rio de Janeiro. Ainda de acordo com relatório da Polícia, a facção de São paulo já estaria abastecendo com drogas algumas das principiais favelas do Rio, como Complexo da Maré, na zona norte da cidade, Morro do Dendê, além da Vila Aliança, uma grande favela que fica localizada em Bangu, na zona oeste da capital.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga