Bares abertos em plena fase vermelha tem clima de ‘pancadão’ em São Paulo

Aglomeração de pessoas nas ruas de regiões boêmias da capital contrastam com fase vermelha anunciada pelo governo enquanto país acumula milhões de infectados

  • Por Jovem Pan
  • 30/01/2021 10h56
Jornal da Manhã/Reprodução de vídeoAglomeração foi registrada em áreas boêmias da cidade

A decisão do governo do estado de São Paulo de fechar os bares a partir das oito horas da noite não impediu que jovens se aglomerassem em área boêmia da capital paulista, nesta sexta-feira, 29. Quem passou pela Rua dos Pinheiros, pouco antes da meia-noite, se espantou com o som alto e o clima de pancadão do lugar. Por causa do grande volume de pessoas, os carros que circulavam pela região passavam devagar. Os clientes bebiam e conversam sem máscara. Entre um cigarro e outro, os jovens conversavam e davam risada alta, como se fosse um fim de semana normal.

Apesar da aparência de normalidade, com as regras anunciadas há uma semana, todas as 645 cidades de São Paulo ficam na fase vermelha em dias úteis, das oito horas da noite até às seis horas da manhã. E em período integral aos finais de semana e feriados. A decisão foi tomada após a alta de casos e óbitos das últimas semanas. As medidas vão vigorar até o dia 7 de fevereiro. Segundo dados do Ministério da Saúde, o Brasil registra mais de 9 milhões de infectados com a Covid-19 e já ultrapassou mais de 222 mil mortes desde o início da pandemia.

*Com informações da repórter Catherina Achutti