Biden anuncia compra de mais 200 milhões de doses de vacinas contra Covid-19

A nova aquisição será dividida entre imunizantes do laboratório Pfizer e da farmacêutica Moderna; com isso, o país chega a 600 milhões de doses encomendadas

  • Por Jovem Pan
  • 27/01/2021 06h00 - Atualizado em 27/01/2021 08h58
EFE/EPA/OFFICE OF THE PRESIDENT ELECTSegundo o presidente, a partir da próxima semana os estados devem receber doses adicionais dos imunizantes

O presidente americano Joe Biden confirmou nesta terça feira, 26, a compra de mais 200 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 para os próximos meses. O democrata explicou que metade do montante será fornecida pela Pfizer, enquanto as outras 100 milhões pela farmacêutica Moderna. Ainda segundo o presidente, a partir da próxima semana os estados devem receber doses adicionais dos imunizantes, com entregas semanais de 10 milhões de doses.

As compras anunciadas por Biden incrementam a encomenda feita pelo governo americano e ampliam o total de aquisições de 400 para 600 milhões de doses, número suficiente para vacinar toda população americana com as duas aplicações necessárias até o final do verão e início do outono nos Estados Unidos, que vai de junho a setembro, prazo estabelecido pela atual gestão.

O democrata afirmou que o plano de vacinação demanda tempo e que a pandemia deve ainda piorar, reforçando o pedido para que os americanos usem máscara de proteção. Biden citou as novas variantes do vírus, identificadas no Reino Unido, África do Sul e no Brasil, como exemplos de que a situação pode piorar ainda mais. Até o momento, os Estados Unidos têm de 25 milhões de casos confirmados da Covid-19, com cerca de 425 mil mortes causadas pela doença.

*Com informações da repórter Catherina Achutti