Bolsonaro oferece apoio da Petrobras à exploração de petróleo no Suriname

Região tem reservas comprovadas que correspondem a 40% do pré-sal; governo defende que acordo é benéfico para o Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 21/01/2022 10h49
Jason leysner/AFP Jair Bolsonaro apertando a mão do presidente do Suriname, Chan Santokhi Governo do Suriname descobriu recentemente reservas de óleo e gás no país

A Petrobras poderá cooperar com o Suriname na exploração de petróleo e gás natural. O anúncio foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) durante visita oficial ao país vizinho nesta quinta-feira, 20. “Temos muito o que oferecer um ao outro, bem como cooperar. Esse é o nosso sentimento, esse é o motivo da minha vinda aqui, na qual, inclusive, agradeço o honroso convite por parte do nosso presidente do Suriname. Muito obrigado pela oportunidade. Os nossos polos, os nossos países, têm muito a ganhar”, afirmou Bolsonaro. O governo do Suriname descobriu recentemente reservas de óleo e gás e agora trabalha para garantir a exploração dos combustíveis.

Segundo o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, o acordo é positivo para o Brasil. Bento ainda ressaltou o aumento da segurança energética no chamado Arco-Norte do Brasil, Estados da região amazônica que fazem com fronteira com as guianas e Suriname. “Temos muitos investimentos a serem realizados. As nossas empresas vindo para cá, apoiando. Não só investindo, mas também em cooperação técnica, em capacitação de pessoal e em desenvolvimento tecnológico”, disse Bento. De acordo com o ministro de Minas Energia, a região tem reservas comprovadas que correspondem a 40% do pré-sal.

*Com informações do repórter Fernando Martins