Grupo de milionários divulga carta aberta pedindo para pagar mais impostos

Documento, assinado por mais de 100 pessoas e entregue a líderes mundiais no Fórum Econômico de Davos, diz que atual sistema de taxação é injusto

  • Por Jovem Pan
  • 20/01/2022 17h14
Pixabay/Creative Commons Imagem mostra diversos de notas de dólares Estudo liderado por grupo de milionários com apoio de ONGs mostrou que trilhões podem ser arrecadados com aumento de impostos

Um grupo de mais de 100 bilionários e milionários divulgou nesta quarta-feira, 19, uma carta aberta aos líderes políticos que participaram virtualmente do Fórum Econômico Mundial de Davos, iniciado no último dia 17. No documento, os ricos, que se auto intitularam “Milionários Patriotas”, afirmaram que querem pagar mais impostos e disseram que o sistema atual de cobranças não é justo. “Como milionários, sabemos que o atual sistema de impostos não é justo. A maioria de nós pode dizer que, enquanto o resto do mundo tem passado por um intenso sofrimento nos últimos dois anos, nós vimos nossas riquezas crescerem no período da pandemia. Ainda assim, poucos ou nenhum de nós pode dizer que paga uma quantidade justa de impostos”, afirmou.

Entre as pessoas que assinaram a carta estõ a herdeira da Disney, Abigail Disney, e o empresário Nick Hanauer. Um estudo conduzido pelos próprios milionários junto à Oxfam e a outras organizações não governamentais mostrou que um aumento progressivo que comece em 2% na cobrança de impostos para aqueles que ganham mais de US$ 5 milhões e 5% para aqueles que são bilionários poderia levantar mais de US$ 2,5 trilhões, dinheiro suficiente para tirar bilhões de pessoas da pobreza, garantindo cuidados básicos de alimentação, saúde e habitação para moradores de países pobres. Um estudo divulgado pela própria Oxfam apontou que os 10 homens mais ricos do mundo dobraram as suas fortunas durante a pandemia da Covid-19, período no qual a desigualdade escalou no planeta. De acordo com o levantamento, que usa dados do Global Wealth Report do banco Credit Suisse, somadas, as fortunas das 10 pessoas mais ricas saiu de US$ 700 bilhões (equivalente a R$ 3,8 trilhões) para US$ 1,5 trilhão (mais de R$ 40 trilhões).