‘Brasil tem muito o que ensinar ao mundo na questão ambiental’, afirma Onyx Lorenzoni

Ministro da Secretaria-Geral da Presidência destacou o código florestal brasileiro e disse que tudo o que foi prometido por Bolsonaro na Cúpula do Clima será cumprido pela equipe

  • Por Jovem Pan
  • 23/04/2021 09h35 - Atualizado em 23/04/2021 11h01
EDU ANDRADE/FATOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO - 14/10/2020Onyx Lorenzoni afirmou que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, vem ampliando o diálogo com os Estados Unidos

O ministro da Secretaria-geral da Presidência da República, Onyx Lorenzoni, afirmou que o Brasil tem muito o que ensinar ao mundo no que diz respeito à questão ambiental. “O Brasil é o país que tem o maior volume de preservação das suas florestas nativas, tem um código florestal que nenhum país no mundo possuí. Restringe, na atividade agrícola, 20%, 40% até 80% do território de uma propriedade, que é separado sem nenhum grau de indenização para o proprietário. Além dos esforços que vem sendo feito, no sentido de fazer controle de queimadas e ocupação do solo. Enviamos em 2019, para a Câmara, a medida provisória para buscar regulação fundiária. Isso é fundamental para proteger o meio ambiente, a terra tem que ter CPF ou CNPJ. São inúmeras iniciativas e temos condições de cumprir.”

Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, Lorenzoni lembrou que os compromissos firmados na COP de Copenhagen foram cumpridos em 110%. “O Brasil tem passado, presente e futuro de preservação ambiental incomparável com países europeus, América do norte e Ásia”, declarou. Ele reforçou que tudo o que foi prometido pelo presidente Jair Bolsonaro na Cúpula do Clima organizada pelo presidente dos EUA, Joe Biden, vai ser cumprido pela equipe. “Uma palavra do presidente no sentido de ampliar recursos seguramente vai ser cumprido. Todos os compromissos assumidos por Bolsonaro, toda a equipe trata de cumprir. Trabalhamos com a verdade e não tememos o enfrentamento da verdade. Se o presidente declarou, vamos cumprir.”

Onyx Lorenzoni afirmou que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, vem ampliando o diálogo com os Estados Unidos e que é impensável que os dois países, no contexto americano, não possam cooperar. “São países democráticos, com princípios e valores bastante semelhantes, referências continentais. Os EUA como maior nação do mundo e o Brasil que, para a América Latina, é referência. É impensável que não tenhamos boas relações. E nós temos: agrícola, comercial, empreendimentos, trocar comerciais. Nossa diplomacia sempre encontra caminhos para que o apoio seja permanente”, completou. O ministro finalizou dizendo que o governo Bolsonaro não usa o meio ambiente como ferramenta política, por isso é tão pressionado pelo exterior. “Fazemos o que eles dizem que vão fazer, mas não fazem. Eles tentam atingir o único líder de centro-direita do planeta que tem relevância internacional.”