Em semana esvaziada, Câmara tenta nesta terça reativar CCJ e Conselho de Ética

Inicialmente, a intenção de Rodrigo Maia era votar nesta semana um requerimento que autorize o funcionamento remoto da comissão; no entanto, a definição pode ficar para os próximos dias

  • Por Jovem Pan
  • 08/09/2020 05h40 - Atualizado em 08/09/2020 08h19
Najara Araujo/Câmara dos DeputadosA partir deste mês, parlamentares começam a reduzir o ritmo de trabalho em função das campanhas eleitorais

O Congresso Nacional vai ter uma semana em ritmo lento. Após o feriado de 7 de setembro, apenas uma sessão está prevista para acontecer na Câmara dos Deputados, na quarta-feira, 9. O motivo é a realização de convenções partidárias para as eleições municipais, cujo prazo vai até o dia 16. Como os deputados se envolvem mais diretamente nas eleições para prefeito, muitos vão priorizar esses eventos nos próximos dias. A partir deste mês, parlamentares começam a reduzir o ritmo de trabalho em função das campanhas eleitorais. Oficialmente, elas começam no dia 27. Assim, líderes partidários querem aproveitar esse meio tempo para agilizar a tramitação de propostas importantes e, inclusive, restabelecer o rito normal de alguns projetos.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, acredita que é possível acelerar as reformas tributária e administrativa, além do pacto federativo. O primeiro passo para que isso aconteça é reinstalar a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. A intenção inicial de Maia era votar nesta semana um requerimento que autorize a CCJ a funcionar de forma remota, mas a definição pode ficar para a próxima. Maia espera acertar os detalhes com o centro e a oposição. O líder do Partido dos Trabalhadores (PT), deputado Enio Verri, defende que as comissões funcionem de forma parcialmente presencial para facilitar os acordos. ‘Não dá mais para votar a urgência e ir diretamente para o plenário temas que são muito sérios e, principalmente, por serem muito sérios apresentem divergências. Por isso, é inevitável que essas comissões voltem a funcionar”, afirmou. Ao mesmo tempo, no Senado Federal, a CCJ também deve ser reinstalada nas próximas semanas. A presidente da comissão, Simone Tebet (MDB), prevê o retorno ao trabalhos no dia 21 para fazer a sabatina de candidatos de ministro do Superior Tribunal Militar. Depois, o plenário do Senado pode ter sessões presenciais para votar indicações de autoridades.

*Com informações do repórter Levy Guimarães