Casas irregulares construídas por milicianos são demolidas no RJ

Operação conjunta de polícias com Ministério Público derrubou imóveis que estavam em área de proteção ambiental no bairro do Bangu

  • Por Jovem Pan
  • 30/12/2021 09h52
PMERJ/Divulgação demolicao casas milicias rio Sete casas foram demolidas em Bangu

Sete casas construídas de forma irregular, provavelmente por membros de milícias do Rio de Janeiro, em uma unidade de proteção ambiental na zona oeste da capital fluminense foram destruídas em uma operação conjunta da Polícia Militar com o Ministério Público e a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente nesta quarta-feira, 29. As casas faziam parte de um loteamento irregular com cerca de 20 mil m² em uma área de mata no bairro de Bangu. O terreno no qual as sete casas estavam fica na Serra do Mendanha e entre os imóveis destruídos estavam construções de “classe média”, com dois andares e ares luxuosos. Em 2020, uma força-tarefa criada por unidades de segurança do Rio buscava combater o avanço dos paramilitares, que têm explorado a construção civil ilegal em todo o Estado. Mais de mil milicianos foram presos na região nos últimos 12 meses.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga