Caso Covaxin: Rosa Weber pede parecer da PGR sobre investigação de Luis Miranda

Ministra pede que o órgão avalie se o deputado federal deve ser investigado por suposta denunciação caluniosa contra o presidente Jair Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 23/07/2021 07h42 - Atualizado em 23/07/2021 10h05
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDOIrmãos Miranda afirmam que se reuniram com Bolsonaro para reportar as irregularidades na compra da vacina Covaxin

A Procuradoria-Geral da República (PGR) vai avaliar se o deputado federal Luis Miranda (DEM) deve ser investigado por suposta denunciação caluniosa contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). A determinação é da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), que pediu uma manifestação do órgão nesta quinta-feira, 22. Nesta semana, a ministra recebeu da Polícia Federal (PF) um questionamento se o parlamentar deveria ser incluído no inquérito sobre o caso, que investiga denúncias feitas pelos irmãos Miranda sobre um suposto esquema de corrupção envolvendo a vacina Covaxin. Luis Miranda e Luis Ricardo Miranda, que prestaram depoimento à CPI da Covid-9, afirmam que se reuniram com Bolsonaro em março para reportar as irregularidades, mas que o chefe do Executivo não teria tomado as devidas providências. De acordo com Rosa Weber, cabe à Procuradoria-Geral avaliar se existem elementos suficientes para a abertura formal de uma investigação sobre o deputado. Jair Bolsonaro já é investigado pelo inquérito, que tem a relatoria da ministra. A palavra final sobre a inclusão de Luis Miranda, no entanto, caberá à Rosa Weber.

*Com informações do repórter Levy Guimarães