Casos da Covid-19 avançam e países adotam novas restrições

Na Espanha, os governantes de Madrid também anunciaram a ampliação das restrições de mobilidade em novas áreas

  • Por Jovem Pan
  • 26/09/2020 07h56
EFE/Marta PérezO governo de Israel anunciou novas restrições para voos internacionais. A decisão faz parte de um pacote de medidas que buscam frear uma segunda onda de coronavírus

O governo de Israel anunciou nesta sexta-feira, 25, novas restrições para voos internacionais. A decisão faz parte de um pacote de medidas que buscam frear uma segunda onda de coronavírus. No aeroporto internacional de Ben Gurion serão autorizados a voar apenas passageiros que compraram passagem para antes das 11 horas, no horário local de telavive. Eles também terão que comprovar que testaram negativo para a Covid-19. Na última semana, Israel registrou um aumento preocupante de contágios pelo vírus, sendo identificados quase seis mil novas infecções por dia no país.

Já na Rússia, Moscou recomendou que os idosos e pessoas com doenças crônicas permaneçam em confinamento e que as empresas privilegiem o teletrabalho. A capital vem enfrentando um novo aumento de casos de coronavírus após o desrespeito da população de algumas medidas de segurança impostas pelas autoridades, como o uso de máscaras de proteção nas ruas. Na Espanha, os governantes de Madrid também anunciaram a ampliação das restrições de mobilidade em novas áreas da região. A iniciativa afetará mais de um milhão de pessoas a partir da próxima segunda-feira, 28. O país tenta conter o avanço da pandemia que voltou a ganhar força nos últimos dias.

*Com informações do repórter Vinícius Moura