São Paulo quer testar alunos e professores antes da volta às aulas presenciais

Ao todo, serão testados 675 mil estudantes e 102 mil profissionais da educação participando do censo sorológico

  • Por Jovem Pan
  • 26/09/2020 07h06 - Atualizado em 26/09/2020 07h06
EFE/EPA/ANDRE PAINOs testes serão feitos dentro das escolas pela equipe da Secretaria de Saúde. Segundo Edson Aparecido, a prefeitura já tem os recursos para realizar 200 mil exames

A cidade de São Paulo vai realizar um censo sorológico em toda rede municipal de ensino para avaliar a possibilidade de volta às aulas presenciais. Ao todo, serão testados 675 mil estudantes acima de quatro anos participando e 102 mil profissionais da educação serão testados. O objetivo é saber quantos alunos, professores e funcionários já tiveram contato com a Covid-19. O secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, diz que a primeira etapa dos os exames começa na próxima quinta-feira, 1º; o censo deve durar cerca de um mês.

Os testes serão feitos dentro das escolas pela equipe da Secretaria de Saúde. Segundo Edson Aparecido, a prefeitura já tem os recursos para realizar 200 mil exames. Na semana passada, a Prefeitura liberou a retomada das aulas presenciais para alunos do ensino superior a partir do dia 7 de outubro, além de atividades extracurriculares na mesma data para os ensinos infantil, fundamental e médio. A decisão sobre a volta das aulas regulares presenciais para o restante da rede, no entanto, ficou para novembro.

*Com informações da repórter Beatriz Manfredini