Casos de gripe e Covid-19 disparam e espera por atendimento supera duas horas em São Paulo

Até o dia 5 de janeiro, 44 mil atendimentos a pessoas com sintomas respiratórios foram realizados na capital paulista;sendo 25 mil suspeitos de infecções pelo coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 07/01/2022 11h19
MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO Fila para testagem contra Covid-19 Além da doença, a gripe também impulsiona a busca por atendimento, o que contribui para a lotação de vários hospitais

A busca por atendimento médico na capital paulista aumentou significativamente nos últimos segundo. Segundo a secretaria municipal de saúde, até 5 de janeiro, foram realizados 44 mil consultas a pessoas com sintomas respiratórios, sendo 25 mil suspeitos de Covid-19. Desses casos, 1.500 foram confirmados como infecção pelo coronavírus. Além da doença, a gripe também impulsiona a busca por atendimento, o que contribui para a lotação de vários hospitais na capital paulista. O Fabrício Batista conta que chegou ao Hospital Menino Jesus, nesta quinta-feira, 6, às 11h30 acompanhado da neta e da nora. Ele conta que chegou a esperar mais de duas horas para ser atendido. Após a consulta, a família voltou para casa e retornou à unidade de saúde às 20h para pegar os exames. “Foi o dia todo em fila e espera. Não só da gente, mas também da multidão. O dia todo de cansaço, espera e espera. A minha neta de seis meses que está com resfriado forte, febre e já está no terceiro dia, então intensificando cada dia que passa e não teve outra escolha”, afirmou. Assim como a neta de Fabrício, todos os outros pacientes atendidos no Hospital Menino Jesus relataram ao menos um sintoma gripal. Ao todo, foram 70 atendimentos realizados na quinta-feira e outras 70 pessoas aguardavam na fila de espera, com tempo médio de duas horas. As autoridades municipais atribuem o aumento na procura e na demora à alta de casos da Covid-19 e de gripe no município.

*Com informações do repórter Victor Moraes