Distrito Federal prevê ‘explosão’ de casos de Covid-19 até fevereiro e ‘sobrecarga’ nas unidades de saúde

Aumento é resultado da alta transmissão da variante Ômicron e das festas de fim de ano

  • Por Jovem Pan
  • 07/01/2022 10h44
DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO CONTEÚDO pessoas na rua usando máscara A avaliação é que a alta cobertura vacinal no Distrito Federal estaria garantindo a baixa taxa de internações

A secretaria de saúde do Distrito Federal prevê uma alta expressiva de casos da Covid-19 nas próximas semanas. Segundo o secretário-adjunto de assistência do DF, Fernando Erick Damasceno, também se espera uma sobrecarga dos sistemas de saúde com casos de emergência, mas casos menos graves e estabilidade no número de mortes e internações. “É a característica principal da variante Ômicron: transmissibilidade acelerada. É o que enxergaremos nos próximos 45 dias, esse aumento explosivo de casos e sintomas”, afirmou. De acordo com a pasta, o aumento é resultado da transmissão da nova cepa e das festas de fim de ano. Além disso, o aumento também estaria relacionado com a maior da testagem da capital. Nesta semana, 15% dos exames feitos tiveram resultado positivo. No entanto, a expectativa é que chegue em um caso positivo a cada quatro pessoas testadas. A avaliação é que a alta cobertura vacinal no Distrito Federal estaria garantindo a baixa taxa de internações. O subsecretário de vigilância saúde, Divino Valério, não prevê novas restrições para as próximas semanas.

*Com informações da repórter Katiuscia Sotomayor