Cláudio Castro inicia reforma no secretariado estadual do Rio de Janeiro

Saúde e Fazenda foram as primeiras pastas que sofreram mudanças; são esperadas mais trocas nos próximos dias

  • Por Jovem Pan
  • 05/05/2021 08h46 - Atualizado em 05/05/2021 10h55
MAGA JR/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDOCom isso, Castro pretende abrir vagas no governo estadual para aliados políticos que podem dar sustentação a ele no parlamento

A aguardada reformulação no secretariado estadual do Rio de Janeiro começou a ser implementada nesta terça-feira, 4, pelo governador Cláudio Castro com duas mudanças iniciais em pastas estratégicas. Na Saúde, que cuida do enfrentamento da pandemia da Covid-19, e na Fazenda, que cuida dos problemas econômicos e financeiros — além da inclusão do Rio de Janeiro no plano de recuperação fiscal. Carlos Alberto Chaves deixa a pasta da Saúde para cuidar da distribuição de vacinas contra Covid-19 no Estado do Rio de Janeiro. Assume o experiente Alexandre Chieppe, que atuava como subsecretário de Vigilância Sanitária e, há cerca de uma década, milita nesta área da saúde local.

Na Fazenda, sai o economista Guilherme Mercês, que é ex-economista-chefe da Federação das Industrias do Estado, e entra o experiente Nelson Rocha — que, no passado, em 1995, já ocupou essa mesma pasta. É o inicio de um processo de reformulação no secretariado implantado pelo governador. Se espera, nos próximos dias, a saída de mais secretários e dança das cadeiras, até mesmo a criação de novas pastas. Com isso, Castro pretende abrir vagas no governo estadual para aliados políticos que podem dar sustentação a ele no parlamento e ajudá-lo na candidatura à reeleição em 2022.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga