Após impeachment de Witzel, Cláudio Castro toma posse como governador do RJ

Cerimônia aconteceu na manhã deste sábado, 1º, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro; político do PSC cumpre mandato até 31 de dezembro de 2022

  • Por Jovem Pan
  • 01/05/2021 12h33 - Atualizado em 01/05/2021 12h45
Reprodução / Twitter @GovRJCláudio Castro estava interinamente no cargo desde agosto de 2020, quando Witzel foi afastado

O político Cláudio Castro, membro do Partido Social Cristão (PSC), tomou posse na manhã deste sábado, 1º, como governador do Rio de Janeiro. A cerimônia, que aconteceu na Assembleia Legislativa do Estado (Alerj), ocorre um dia após o Tribunal Especial Misto decidir pelo impeachment do agora ex-governador fluminense, Wilson Witzel (PSC), suspeito de desvio de verbas em contratos públicos firmados durante a pandemia de Covid-19. Cláudio Castro estava interinamente no cargo desde agosto de 2020, cumprindo agenda do governo e sendo responsáveis pelas decisões de enfrentamento à crise sanitária, como ampliação das restrições e sanção do auxílio estadual de R$ 300. Com a posse, ele segue as atividades, cumprindo o mandato até 31 de dezembro de 2022.

Em seu discurso neste sábado, Cláudio Castro falou sobre a necessidade de “um governo sólido” para o enfrentamento à Covid-19 e a retomada dos empregos. “A população exige um governo sólido, sustentável, de diálogo; que estimule a geração de empregos, que ofereça saúde e segurança; invista na educação dos jovens e trabalhe em conjunto com os poderes”, afirmou, citando também o pagamento da renda emergencial a partir de maio e a campanha de imunização no Estado. O agora governador se comprometeu ainda a desenvolver um “trabalho incansável e que vai olhar para quem mais precisa”. “Os desafios estão postos: vencer a pandemia com a vacina, lutar contra a fome e gerar empregos. Se juntos somos mais fortes, unidos somos imbatíveis.”