Com avanço da vacinação, Nova York retira as últimas restrições contra a Covid-19

Com 70% dos adultos imunizados contra a doença, Estado norte-americano vive volta à normalidade

  • Por Jovem Pan
  • 16/06/2021 05h36 - Atualizado em 16/06/2021 10h05
Darren McGee/EFEGovernador Andrew Cuomo disse que uma longa jornada foi atravessada e, agora, o mais importante é celebrar

A população do Estado de Nova York, nos Estados Unidos, comemora com fôlego o dia 15 de junho de 2021. Nesta terça-feira, os moradores tiveram sentiram o alívio esperado por todo o mundo: a queda de restrições por causa da Covid-19. O fim das medidas sanitárias acontece pelo alto índice de vacinação, que atinge 70% dos adultos. Um ano e três meses depois do início da pandemia, passando por lockdown e regramentos, a vida praticamente volta ao normal. Restaurantes não precisarão mais separar mesas ou colocar barreiras; salas de teatro e cinema poderão ter lotação total; edifícios comerciais, salões de beleza, lojas e academias podem guardar os medidores de temperatura e sequer precisam mais organizar filas para entrada escalonada. A manutenção do uso de máscara de proteção acontece apenas no metrô e em clínicas médicas. O governador Andrew Cuomo disse que uma longa jornada foi atravessada e, agora, o mais importante é celebrar e liberar o abraço guardado por tanto tempo. Embora o momento seja de comemorações, a pandemia ainda não acabou. Na segunda-feira, Nova York registrou 320 novos casos da Covid-19 e sete mortes.

*Com informações do repórter Fernando Martins