Com ‘experiências inéditas’, Museu da Língua Portuguesa reabre neste sábado

Cerimônia de reabertura contará com a presença dos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso, Michel Temer e José Sarney; visitas do público começam a partir do domingo

  • Por Jovem Pan
  • 30/07/2021 10h31 - Atualizado em 30/07/2021 10h34
LECO VIANA/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDOSegundo o secretário de cultura de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, o espaço foi ampliado e conta com novas instalações que prometem proporcionar experiências inéditas

Depois de ser destruído por um incêndio em 2015, o Museu da Língua Portuguesa está pronto para receber o público. O espaço considerado um dos visitados no Brasil, já tendo recebido mais de 4 milhões de pessoas, recebeu um restauro minucioso, que custou R$ 85 milhões. Segundo o governo de São Paulo, as obras de reparo começaram em 2017 e dividiram em três fase, incluindo o restauro do interior e das fachadas, a reconstrução da cobertura e intervenções de ampliação e melhoria. Já em 2019, foi iniciada a implantação do conteúdo e das experiências, além da iluminação externa. Em coletiva de imprensa, o governador João Doria afirmou que a cerimônia de abertura, prevista para este sábado, 31, vai receber autoridades de Portugal e dos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso, Michel Temer e José Sarney. “Governo convidou todos os ex-presidentes da República vivos para estarem aqui presentes e o atual presidente da República. Dos que não comparecerão, apenas uma mandou uma carta atenciosa e delicada pedindo desculpas por não comparecer, a ex-presidente Dilma Rousseff. Os demais silenciaram e não responderam”, disse.

Instalado na Estação da Luz, no coração de São Paulo, cidade de tem o maior número de falantes de português no mundo, o museu será devolvido ao público transformado. O secretário de cultura de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, disse que o espaço foi ampliado e conta com novas instalações que prometem proporcionar experiências inéditas. “Temos novas tecnologias, mais interatividade, novos espaços, como terraço, a conexão para a Estação Luz. Temos o Centro de Referência do Museu da Língua Portuguesa, que vai realizar um trabalho de reflexão, de pesquisa, estudo e convidar acadêmicos e professores para participar desse trabalho”, pontuou. A partir do domingo, 1º, o espaço será aberto ao público, que deve adquirir ingressos pela internet. Atendendo aos protocolos sanitários, a capacidade do público será limitada a 40 pessoas a cada 45 minutos. Os visitantes vão receber um caneta touch screen para interagir com as peças sem tocá-las. As visitas devem acontecer de terça aos domingos, das 9h às 18h, com ingresso no valor de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Aos sábados, haverá gratuidade para todos os públicos.

*Com informações da repórter Caterina Achutti