Cuba tem novo recorde de casos de Covid-19 e volta a impor restrições

Segundo a Universidade Johns Hopkins, o país tem 2.953 casos e 88 mortes pela doença

  • Por Jovem Pan
  • 11/08/2020 06h31 - Atualizado em 11/08/2020 08h06
EFE/Yander ZamoraNa capital do país, restaurantes, bares e piscinas foram fechados, o transporte público foi suspenso e o acesso à praia, proibido

Cuba registrou um recorde de 93 casos da Covid-19 nesta segunda-feira, 10.  A maioria deles ocorreu na capital, Havana, levando à retomada de um “lockdown” parcial na cidade e na província vizinha de Artemisa. A área foi isolada do resto do país, onde, com poucas exceções, nenhum caso foi relatado em mais de dois meses. Na capital do país, restaurantes, bares e piscinas foram fechados, o transporte público foi suspenso e o acesso à praia, proibido.

Segundo relatório do Ministério da Saúde, há 22 registros da doença em que não foi possível rastrear as pessoas com quem os contaminados entraram em contato, um número muito acima dos habituais dois ou três casos não rastreáveis por dia. Cuba tem sido considerada uma rara história de sucesso na América Latina pela abordagem rigorosa no combate ao surto do Coronavírus, por meio do rastreamento de casos e isolamento de potenciais portadores assintomáticos da Covid-19. Até o momento, segundo a Universidade Johns Hopkins, o país tem 2.953 casos e 88 mortes pela doença.

*Com informações da repórter Letícia Santini