João Doria sanciona nesta sexta mudanças na Previdência

  • Por Jovem Pan
  • 06/03/2020 06h04 - Atualizado em 06/03/2020 08h11
Governo do Estado de São PauloAs novas regras da previdência dos servidores paulistas começam a valer em três meses

O Governador de São Paulo, João Doria (PSDB), sanciona nesta sexta-feira (6) a nova Previdência do funcionalismo estadual. Com a medida, o governo pretende economizar 58 bilhões de reais em 15 anos com o pagamento de servidores inativos e pensionistas.

Entre outros pontos, a reforma prevê uma contribuição de até 16% sobre os vencimentos dos funcionários públicos.

As mudanças foram aprovadas sob tumulto e protestos na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). Durante a votação, houve confronto entre policiais militares e funcionários públicos, que protestavam contra o texto.

Manifestantes ficaram feridos por balas de borracha e parlamentares também foram atingidos por spray de pimenta. Houve depredação e portas de vidro foram quebradas.

Na ocasião, o presidente da Alesp, deputado Cauê Macris, afirmou que a confusão foi causada por “black blocs” infiltrados entre os servidores estaduais. “Eu não generalizar, a manifestação é legítima e cada um que vem aqui vai ser sempre respeitado. Mas diante desse fato, desses 19 sujeitos black blocs, a polícia agiu corretamente”, afirmou Macris.

Nesta quinta-feira (5), João Doria afirmou que um inquérito vai apurar os atos de violência durante a votação. Ele ressaltou, pelo twitter, que “democracia não se faz com vandalismo”.

Segundo Doria, as imagens já estão sendo analisadas pelo sistema de reconhecimento facial da Polícia Civil de São Paulo. O sistema, porém, é diferente do que foi utilizado no carnaval deste ano, quando câmeras inteligentes tentaram achar os alvos em meio à multidão em tempo real.

Em nota, a secretaria da segurança informou que “os três policiais militares que ficaram feridos no tumulto foram intimados a prestar depoimento”.

As novas regras da previdência dos servidores paulistas começam a valer em três meses.

*Com informações da repórter Leticia Santini.