Duas pessoas morrem após naufrágio de lancha em Santa Catarina

Segundo o Corpo de Bombeiros, as vítimas foram encontradas no mais alto grau de afogamento; três pessoas foram resgatadas com vida e uma segue desaparecida

  • Por Jovem Pan
  • 15/01/2022 12h53
Reprodução / Jovem Pan naufrágio em SC As buscas começaram imediatamente após a lancha virar; bombeiros seguem procurando um jovem desaparecido

Pelo menos duas pessoas morrem após o naufrágio de lancha em Santa Catarina nesta sexta-feira, 14. A avaliação é que os ventos intensos que atingiram a região litoral teriam provocado a agitação do mar. Com ondas intensas, o barco com seis pessoas virou. Três delas foram resgatadas agarradas pelo resgate, que chegou ao local minutos depois. Segundo o tenente José Schuelter, do Corpo de Bombeiros, duas vítimas estavam no mais alto grau de afogamento. “Durante as buscas foram localizadas duas vítimas em grau seis, parara cardiorrespiratória. Elas estavam a aproximadamente 300 metros da embarcação. Ambas vieram a óbito, não foi possível a reanimação cardiopulmonar”, afirmou. Um jovem segue desaparecido. As buscas começaram imediatamente após a lancha virar. De acordo com os Bombeiros, as seis pessoas que estavam no barco eram da mesma família, naturais de Caçador, no meio oeste catarinense, e estariam de férias em Laguna, no sul do Estado.

O local do naufrágio é um ponto de mar muito agitado, próximo ao canal da barra. As buscas pelo desaparecido continuam no final de semana. A Marinha do Brasil vai abrir uma investigação sobre a causa do acidente e das mortes. O prefeito de Laguna, Samir Ahmad, lamentou o acidente e cancelou a inauguração de arenas de esportes no município. O evento teria a participação do governador, Carlos Moisés, que lamentou o acidente de desejou forças para a família.

*Com informações do repórter Emanuel Soares