‘É papel do Congresso mudar isso’, diz líder do Novo sobre derrota da Lava Jato no STF

  • Por Jovem Pan
  • 29/03/2019 10h14
Luis Macedo/Câmara dos DeputadosMarcel Van Hattem tenta alterar novamente a medida após o plenário da Câmara recusar duas proposta suas para o tema

Em entrevista ao Jornal da Manhã nesta sexta (29), o deputado Marcel Van Hattem afirmou que “é papel do Congresso mudar” a decisão do STF que encaminhou crimes de corrupção envolvendo campanhas à Justiça Eleitoral. O parlamentar do Novo tenta alterar novamente a medida após o plenário da Câmara recusar duas proposta suas para o tema.

“A Lava Jato sofre constantes golpes a todo momento e o STF, apesar de promover avanços, também impõe retrocessos. Esse mudança foi um retrocesso e é papel do Congresso mudar isso”, defendeu o parlamentar.

Van Hattem já havia sido derrotado na última terça (27), quando as emendas propostas pelo Novo para alterar a Lei dos Partidos Políticos e o Código de Processo Penal foram consideradas inconstitucionais pela Câmara. Os textos sugeriam que a Justiça comum ficasse responsável pelos julgamentos de crimes relacionados a financiamento ilegal de campanhas, e não os tribunais eleitorais, considerados mais brandos.

O deputado do Rio Grande do Sul, no entanto, disse que o partido ainda não desistiu de seguir com a proposta, apesar do clima desfavorável no parlamento. “Ainda temos pouca adesão a mudar isso, mas o impeachment da presidente Dilma também demorou para emplacar, e só teve apoio mesmo quando as ruas pressionaram. É preciso que agora a sociedade exija que o caixa dois continue sendo criminalizado. Nós somos representantes da população, temos que ouvi-la”.

Veja a entrevista completa no vídeo: