Em depoimento, mulher que teve pescoço pisado por PM relata novas agressões

Os policiais envolvidos permanecem fora dos serviços nas ruas até a conclusão das investigações

  • Por Jovem Pan
  • 18/07/2020 07h21
ReproduçãoAtuação de PM em abordagem foi alvo de polêmica

A comerciante de 51 anos que teve o pescoço esmagado por um policial militar prestou mais um depoimento e relatou novas agressões. Ela disse para a Polícia Civil nesta sexta-feira que chegou a desmaiar enquanto era espancada pelo policial militar, na tarde do dia 30 de maio. A mulher, negra, contou que, no dia, ouviu barulhos na porta do bar, do qual é dona e, ao sair, viu um amigo ensanguentado apanhando de um PM.

Ainda de acordo com o depoimento, para defender o colega, ela bateu três vezes com um rodo no policial. Em seguida, ela afirmou ter levado socos no peito, puxão no cabelo e disse que foi imobilizada pelo PM com um joelho na costela e outro no pescoço. A vítima relatou que, na época, tentou denunciar o caso à Corregedoria da PM, mas que os policiais não a atenderam presencialmente por causa da pandemia da Covid-19.

A Secretaria da Segurança Pública afirmou que no próprio dia foi instaurado um inquérito policial militar para apurar o caso. Segundo a pasta, os policiais envolvidos permanecem fora dos serviços nas ruas até a conclusão das investigações.

*Com informações do repórter Leonardo Martins