Em sessão do TSE, Barroso pede desculpas por atraso em apuração

Tribunal Superior Eleitoral divulgou também uma nota técnica a respeito da lentidão

  • Por Jovem Pan
  • 18/11/2020 07h01 - Atualizado em 18/11/2020 09h50
NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOSegundo o texto, o atraso de aproximadamente 2h30 na divulgação dos resultados foi ocasionado pela inteligência artificial

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realizou nesta terça-feira, 17, sua primeira sessão depois da realização das eleições municipais deste ano. Na abertura dos trabalhos, o presidente da Corte, ministro Luís Roberto Barroso, pediu desculpas pelo atraso na divulgação do resultado do pleito. “Peço desculpas aos colegas e a sociedade brasileira por essa dificuldade que enfrentamos, mas esclareço que não houve nenhum tipo de comprometimento da fidedignidade do voto para a fidelidade da manifestação do voto popular.”

O ministro disse que a lentidão no sistema foi “pequeno problema” que não atrapalhou a divulgação dos resultados ainda no domingo, 15. O TSE divulgou, também nesta terça-feira, uma nota técnica a respeito da lentidão. Segundo o texto, o atraso de aproximadamente 2h30 na divulgação dos resultados foi ocasionado pela inteligência artificial existente em um otimizador do banco de dados que garante a velocidade no processamento das informações. Isso ocorreu porque este foi o primeiro ano que o TSE unificou a totalização deles. Antes, os tribunais regionais que somavam os resultados e enviavam para a capital federal.

A alteração foi feita a pedido da Polícia Federal para dar mais segurança ao processo eleitoral. Sobre esse assunto, inclusive, a PF informou já ter iniciado a investigação sobre os ataques virtuais feitos ao TSE. Uma equipe especializada na apuração de crimes cibernéticos foi destacada para cuidar do caso. O presidente do TSE fala em ação de “milícias digitais” com “motivação política” nos ataques virtuais sofridos pela justiça eleitoral no dia da eleição, no último domingo.

*Com informações do repórter Fernando Martins