Estados Unidos prometem ajuda financeira para reconstrução da Faixa de Gaza

País também afirmou que deve reabrir consulado de Jerusalém e enviar vacinas contra a Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 26/05/2021 06h06 - Atualizado em 26/05/2021 08h47
EFE/EPA/MOHAMMED SABEREstimativas de médicos palestinos apontam que os ataques aéreos israelenses mataram pelo menos 254 pessoas em Gaza

Os Estados Unidos prometeram ações de aproximação com os palestinos após o anúncio do cessar-fogo com Israel. Nesta terça-feira, 25, o secretário Antony Blinken prometeu que o país fornecerá ajuda para a reconstrução da Faixa de Gaza. Outra promessa é a dos norte-americanos reabrirem o consulado de Jerusalém para ser usado como canal diplomático com os palestinos. O enviado americano falou ao lado do presidente da autoridade palestina, Mahmoud Abbas, em Ramallah, na Cisjordânia. Houve o anúncio do envio de USD 75 milhões adicionais em ajuda econômica aos palestinos em 2021, USD 5,5 milhões em alívio imediato para Gaza e USD 32 milhões para a agência de ajuda aos palestinos da ONU. Também há contato com outros países para fornecer à autoridade palestina 1,5 milhão de doses de vacinas contra a Covid-19. Estimativas de médicos palestinos apontam que os ataques aéreos israelenses mataram pelo menos 254 pessoas em Gaza e feriram mais de 1,9 mil. Por sua vez, os militares israelenses estimaram em 13 mortos em seu território após os disparos de foguetes do Hamas.

*Com informações do repórter Fernando Martins