‘Estou ótimo’, diz padre Marcelo Rossi após ser empurrado de altar durante celebração

  • Por Jovem Pan
  • 15/07/2019 06h42 - Atualizado em 15/07/2019 10h27
ReproduçãoPadre Marcelo Rossi passa bem após ataque

Depois de ser derrubado de altar durante missa, padre Marcelo Rossi diz que está “ótimo”. Neste domingo (14), durante o acampamento “Por Hoje Não”, em Cachoeira Paulista, no interior de São Paulo, uma mulher empurrou o religioso de cima da estrutura. No momento da agressão, pelo menos cinquenta mil pessoas participavam da celebração.

Após a queda, o padre retornou ao altar e continuou a participação. Depois do evento, ele tranquilizou os fiéis: “Maria passou na frente, pisou na cabeça da serpente. Estou ótimo. Fiquem tranquilos, está tudo bem, só umas dorezinhas, mas isso aí é normal, não quebrou anda. Amém.”

De acordo com a Polícia Militar, a responsável pelo incidente tem quarenta anos e faz parte de um grupo que viajou do Rio de Janeiro a Cachoeira Paulista. Acompanhantes afirmaram que ela sofre de transtornos mentais.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) prestou solidariedade ao religioso em postagem no Twitter, pedindo para que “Deus olhe pelo nosso Brasil”.

O padre Marcelo Rossi não quis fazer registro da agressão, mas a ocorrência foi feita pela comunidade Canção Nova. De acordo com a Polícia Militar, a mulher foi encaminhada para a delegacia de Lorena, no interior de São Paulo.

*Com informações do repórter Matheus Meirelles