Falhas no fornecimento de energia afetam moradores do interior de SP

Segundo residentes de Indaiatuba, cinco transformadores queimaram no período de 10 dias no município

  • Por Jovem Pan
  • 19/01/2021 09h03 - Atualizado em 19/01/2021 16h45
Thiago Lemos/Estadão ConteúdoMoradores sentem que são ignorados pela CPFL Energia, concessionária que atende a região

Um morador do bairro Itaici, em Indaiatuba, cidade do interior de São Paulo, relata que cinco transformadores de energia queimaram no período de 10 dias. Em outras vezes, segundo relato à Jovem Pan, o tempo chuvoso foi responsável pela falta do recurso. Nesta segunda-feira, 18, no entanto, não havia chuvas no bairro e mesmo assim, após um forte estouro no equipamento, a energia acabou. No geral, os moradores dizem colecionar protocolos de reclamações e sentem que são ignorados pela CPFL Energia, concessionária que atende a região. Com isso, nenhuma solução permanente é apresentada e, além da interrupção dos serviços, os clientes temem perdas de equipamentos com alguma sobrecarga do sistema. No caso dos transformadores, quem mora na região relata que a demora para a substituição de cada equipamento beira 10 horas. Segundo os moradores, todas as interrupções de energia estão sendo comunicadas à Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel.

Em nota, a CPFL informou que houve registro de interrupção no fornecimento de energia na noite de segunda-feira, 18, após o contato de uma árvore com a rede de distribuição. “Os técnicos foram deslocados e realizaram a poda e as manutenções necessárias, restabelecendo a energia na mesma noite”, informou a empresa. A companhia prometeu fazer uma nova análise técnica no local como forma de evitar novos casos. Sobre os relatos de reincidência de quedas de energia, a CPFL alega que realizou uma análise mais detalhada e identificou três ocorrências causadas por contato de vegetação com a rede elétrica, em decorrência das fortes chuvas que ocorreram neste mês, além de piscas (quando a falha tem duração menor do que três minutos). A empresa reforçou “que vem trabalhando na poda preventiva das árvores e investido em melhorias no sistema, com a instalação de novos equipamentos, para garantir um fornecimento de energia mais robusto”. ​​

*Com informações do repórter Fernando Martins