Aneel cobra respostas sobre apagão que deixou milhares sem energia em Teresina

Pelo menos 71 mil unidades de abastecimento ficaram sem energia elétrica na cidade entre os dias 31 de dezembro de 2020 e 3 de janeiro de 2021

  • Por Jovem Pan
  • 05/01/2021 16h36 - Atualizado em 05/01/2021 18h59
Equatorial Energia/DivulgaçãoEnergia só foi totalmente retomada após três dias

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) cobrou nesta terça-feira, 5, explicações à Equatorial Energia Piauí sobre um apagão que deixou pelo menos 71 mil casas sem luz na cidade de Teresina entre os dias 31 de dezembro de 2020 e 3 de janeiro de 2021. Segundo nota da agência, a empresa privada tem até a próxima segunda-feira, 11, para prestar esclarecimentos informando a quantidade exata de consumidores afetados, quais equipamentos foram impactados e quantas equipes emergenciais foram disponibilizadas para atender ocorrências e se comunicar com os consumidores. “A ANEEL utilizará tais informações em processo de fiscalização específico para a apurar a conduta da Equatorial na ocorrência”, afirma trecho do documento.

O apagão, que ocorreu após forte chuva com ventos e raios na cidade, causou transtorno à população nos primeiros dias do ano. Um hospital de campanha para atender pacientes com Covid-19 instalado na capital chegou a precisar transferir pacientes. Protestos foram realizados no sábado, 2, bloqueando uma série de ruas. Segundo a administradora de energia, pelo menos 280 árvores caíram sobre fiações e causaram danos graves ao sistema elétrico da região, assim como objetos metálicos, que teriam dificultado o restabelecimento de luz. A energia foi retomada completamente no dia 3.